Os sinos -Sri Chinmoy, poemas

Os sinos de tornozelo ressoam,

Os sinos de tornozelo ressoam

Dentro do olho-visão do meu pequeno coração.

Sinos de Quem são esses, de Quem?

Do meu Senhor, do meu Amado Senhor.

E agora eu e o meu Senhor

Estamos na floresta-néctar do silêncio.

Ele me ensina as canções

De sagrada auto-doação.

-Sri Chinmoy