Me curvo a Você – Sri Chinmoy, poemas.

Olhem, com a Sua Flauta em Sua Mão,

O meu Amado vem lentamente

Para as margens do meu rio-vida

Na doce manhã de hoje.

Todas as esperanças da minha vida,

Todo o amor da minha vida

Ofereço a Seus Pés poder-vermelhos

E me curvo e me curvo a Você.

~Sri Chinmoy.