O amante fala da Rosa em seu coração -Yeats, poema

Tudo que é feio e partido, tudo que é gasto e velho,
Choro da criança na estrada, ranger da carroça titubeante,
Passos pesados do lavrador, derrubando a forma invernal
Ferem tua imagem que floresce uma rosa profunda em meu coração.

O erro das coisas feias é grande demais para ser dito;
Anseio reconstruí-los e sentar-me numa colina verde distante,
Com a terra e o céu e a água, refeitos, como um porta-joias de ouro
Para meus sonhos da tua imagem que floresce uma rosa profunda em meu coração.

-W.B.Yeats

Distante, secreta, intocada Rosa -Yeats, poema

Distante, secreta, intocada Rosa
Acoberta-me na minha última hora;
Onde aqueles que buscaram por ti no sepulcro sagrado
Ou no barril de vinho, habitam longe da agitação
E tumulto de sonhos derrotados; e fundo
Entre pálidas pálpebras, pesadas de sono,
Os homems a chamam beleza.

-W.B.Yeats

Aedh deseja os véus do Céu – W.B.Yeats, poema

Tivesse eu os véus bordados dos céus,

Entremeados de dourada e prateada luz,

Azuis e pálidos e negros véus

De noite e luz e da meia luz,

Espalharia esses véus sob os teus pés –

Mas, sendo pobre, tenho apenas sonhos;

Espalhei meus sonhos sob os teus pés;

Pisa suave, pois pisas nos meus sonhos.

-W.B. Yeats